segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Dani Carmesim - Tratamento de Choque [Desconstruindo a Imagem Ideal] EP (2012)



Seu segundo EP, intitulado como “Tratamento de Choque” [ Desconstruindo a imagem Ideal ] terá seis faixas autorais, e  foi gravado na Home Stúdio Área 51 com a produção de Fernando Soares e contou com a participação fundamental do André Williams (baixo), André Oliveira (guitarra) e Celso (bateria). Além dos músicos que acompanham a Dani, Tratamento de Choque também contou com a participação de convidados como o Gabriel Salam (percussão) e Balu (trompete e flugelhorne).

Sobre Tratamento de choque [ Descontruindo a imagem Ideal ]  Dani Carmesim explica; "Levei em consideração o sentimento de desconstrução, mas não quis levar muito pra um debate belo e feio, preferi trabalhar esse conceito pensando em personas, então tem dois perfis, um da desconstrução que mostra o lado sério da vida e da realidade cruel em que vivemos e que está expresso nas letras através de conselhos, recados e reflexões e outro mais doce, porém, com um travo de fel, que mostra nas MELODIAS a grandeza da simplicidade do cotidiano diante da velocidade do mundo moderno e que, associada a esse RITMO, une sentimentos, cores e sensações, construindo e desconstruindo através da HARMONIA, o equilíbrio entre o caos e beleza das coisas comuns”. 

Download: Dani Carmesim



sábado, 13 de outubro de 2012

Otto - The Moon 1111




A mistura de cinema francês com afrobeat, rock psicodélico, música paraense e batidas eletrônicas resultou em “The Moon 1111”, o novo disco de Otto que reúne muitas referências e apresenta uma orquestração única.
“Eu passei por Truffault, Fela Kuti e Pink Floyd”, disse. E ainda foi beber de fontes eletrônicas dos anos 80 como The Cure, The Smiths e Depeche Mode. Essa mistura é algo que Otto não fazia desde o emblemático “Samba Pra Burro”, lançado em 1998, o primeiro disco da carreira solo.
Com o apoio do Natura Musical, o artista revisitou seu repertório e criou músicas inéditas para “The Moon 1111”. A faixa que dá nome ao disco, uma das inéditas, foi escrita em homenagem ao rapper Sabotage. O número cabalístico 1111 traz uma referência a diversas experiências do músico pernambucano: “É a abertura dos portais, é cabalístico, e é uma hora que me perseguia muito. Já que eu via aqueles números, eu resolvi fazer um disco”.
“The Moon 1111” tem como inspiração os anos 60, 70 e 80, mas é um disco sobre o futuro. Otto abre o baú de experiências e expectativas com os olhos voltados para “um futuro palpável”, em sua definição.
Romântico, repleto de homenagens e experiências, “The Moon 1111” é também marcado por parcerias emblemáticas, como a participação do amigo e produtor Pupillo. “Pupillo é Pupillo porque ele era pupilo de Bruno, meu amigo”, revela Otto.
Além de celebrar a quinta parceria de Otto e Pupillo, o disco traz outros amigos nessa órbita caótica e criativa de Otto, como Fábio Trummer, da banda Eddie; o cantor e compositor Lirinha; a instrumentista e cantora paraense Luê; e a atriz Tainá Muller.
Sobre Luê, artista que vai lançar o primeiro álbum com o apoio do Natura Musical, Otto não poupa elogios. “Luê fez um lindo trabalho, deu o arremate final. Pra idade dela, com o timbre dela, ela vai ser uma grande cantora. Mais uma vez o Pará lançando gente nova”.
Em meio a tantas referências, amigos e parceiros, Otto respira fundo e toma fôlego. O futuro é agora e “The Moon 1111” é o primeiro passo. “O caos venceu, o meu caos é vencedor, eu posso criar um disco que ninguém faz”, completa o artista.


Download:  The Moon 1111

Fonte: http://www.lacumbuca.com/


domingo, 7 de outubro de 2012

Tim Maia - Nobody Can Live Forever (2012)




Nos anos 60, Tim Maia (1942 - 1998) partiu para os Estados Unidos para tentar ganhar a vida em terras norte-americanas. Voltou para o Brasil sem dinheiro e sem ilusões. Decorridos 50 anos, uma possibilidade de o cantor e compositor carioca ganhar alguma visibilidade nos EUA se torna enfim concreta. A gravadora do cantor e compositor norte-americano David Byrne, Luaka Bop, se prepara para lançar nos Estados Unidos em 2 de outubro de 2012 coletânea dupla, em vinil, do Síndico. Disco idealizado há 10 anos, The Existencial Soul of Tim Maia - Nobody Can Live Forever compila 15 gravações feitas por Tim Maia nos anos 70 e é o quarto volume da série World Psychedelic Classics. Com ênfase nas músicas gravadas em inglês e na produção autoral da fase mística em que o artista se envolveu com a Cultura Racional da seita Universo em Desencanto, a compilação de certa forma celebra os 70 anos que Tim poderia completar em 28 de setembro de 2012 se não tivesse saído de cena em 1998, deixando obra singular que deu sotaque brasileiro ao soul e ao funk norte-americanos. Eis as 15 gravações reunidas na coletânea dupla The Existencial Soul of Tim Maia - Nobody Can Live Forever:

1. Imunização Racional (Que Beleza) (Tim Maia) - 1975
2. Let's Have a Ball Tonight (Tim Maia e Reginaldo) - 1978
3. O Caminho do Bem (Beto, Sérgio e Paulo) - 1976
4. Ela Partiu (Tim Maia e Beto Cajueiro) - 1975
5. Quer Queira, Quer Não Queira (Tim Maia e Fábio) - 1976
6. Brother Father Mother Sister (Tim Maia) - 1976
7. Do Leme ao Pontal (Tim Maia) - 1981
8. Nobody Can Live Forever (Tim Maia) - 1976
9. I Don't Care (Tim Maia) - 1971
10. Bom Senso (Tim Maia) - 1975
11. Where Is My Other Half? (Tim Maia) - 1972
12. Over Gain (Tim Maia) - 1973
13. The Dance Is Over (Tim Maia, Hyldon e Reginaldo) - 1976
14. You Don't Know What I Know (Tim Maia) - 1975
15. Rational Cultura (Tim Maia) - 1975

Texto: Mauro Ferreira

Download:Nobody Can Live Forever