domingo, 18 de agosto de 2013

Móveis Coloniais de Acaju - De Lá Até Aqui (2013)



De lá até aqui promove um rito de passagem simbólico. Como se registrasse a transição do púbere para o adulto, do acadêmico para o graduado, da garagem para o estúdio. Resultado de uma jornada que se perpetua há 15 anos e que agora se consolida sob a tutela de instrumentistas essencialmente brasilienses e profissionais. “Vivemos disso. Encontramos nosso lugar e assumimos quem somos”, reiterou André.

A maturidade sonora aparece abusando dos gêneros e estilos, provocando um trabalho atípico, propositalmente diferente dos anteriores. Entre as 14 faixas que compõem o álbum, surgem uma homenagem ao rock oitentista de Brasília, influências de Beatles e elementos da disco music dos anos 1970. Eclético, porém harmônico. Os instrumentos ganham espaço e a destreza dos 10 integrantes fica mais nítida (e ousada), como a voz grave e peculiar de André. Cuidados lapidados pelos atenciosos músicos e por uma produção nacional disposta a apostar todas as fichas na banda.

“Quem nos conhece vai se surpreender. Quem ainda não ouviu, vai chegar na hora certa”, convidou o cantor. O inusitado agradou. Embora o disco físico ainda não tenha chegado às prateleiras, a banda disponibilizou, na semana passada, o conteúdo integral de De lá até aqui, na plataforma Deezer, em que é possível escutá-lo, mas não baixá-lo. O trabalho figura entre os mais ouvidos no país e goza de elogios generosos nas redes. A ordem é clara: “Fecha os olhos e vai!”, como proclama um trecho velado do álbum. Agora, exposto.

Download: De Lá Até Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário