Mostrando postagens com marcador Carlos Malta e Pife Muderno. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Carlos Malta e Pife Muderno. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Carlos Malta e Pife Muderno



Iniciou a tocar profissionalmente com dezoito anos, tocando com músicos como Johnny Alf, Antônio Carlos & Jocafi e Maria Creuza. No ano de 1981 passou a acompanhar Hermeto Pascoal, tocando com ele até 1993, quando iniciou sua carreira solo.
Tocou também com Egberto Gismonti, Pat Metheny, Gil Evans, Marcus Miller, Charlie Haden, Wagner Tiso, Laércio de Freitas e Nico Assumpção.
Atua frequentemente como músico de estúdio, havendo participado de discos de Guinga, Lenine, Sérgio Ricardo, Leila Pinheiro, Marcus Suzano, Paralamas do Sucesso, Caetano Veloso, Gilberto Gil (no álbum São João Vivo, de 2001).
Em 1993 aliou-se ao violoncelista suíço Daniel Pezzotti para a gravação do disco "Rainbow", concorrendo ao Prêmio Sharp de 1995.
Participa, como professor, de festivais no Brasil e no exterior desde 1994. Nesse ano, fundou os grupos Coreto Urbano (formação variada) e Pife Muderno (Carlos Malta, Andréa Ernest Dias, Marcos Suzano, Oscar Bolão e Durval Pereira).
Em 1997 apresentou-se no Free Jazz Festival com o Coreto Urbano e o Pife Moderno, num show eleito pelo jornal O Globo como o melhor show do ano.
Lançou em 1998 o seu primeiro CD solo, chamado "O Escultor do Vento". No ano seguinte, saiu o disco "Carlos Malta e Pife Muderno" (1999).
Recebeu o troféu guarnicê de melhor trilha sonora no 26º Festival de Cinema, em 2003, no Maranhão.
Em 2003 participou do CD Os Bambas da Flauta, lançado pela Kuarup.


01. Tupyzinho
02. Pipoca Moderna
03. Ponteio
04. Lá no Suzano
05. Arrasta-pé Alagoano
06. Nítido e Obscuro
07. O canto da Ema
08. Assum Preto
09. Asa Branca
10. Carááá...caííí!!!
11. Barrigada



Download: Carlos Malta e Pife Muderno