Mostrando postagens com marcador Del Rey. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Del Rey. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Del Rey - Especial MTV Roberto Carlos (2011)




Se na programação de fim de ano da TV Globo não está previsto um novo especial de Roberto Carlos - já foi anunciado que será reprisado o show do Rei, gravado em Jerusalém -, na MTV o cantor ganhará uma bela homenagem. O VJ e cantor pernambucano China deu a sugestão e o canal topou. Na noite desta terça-feira, ele se reuniu com a banda Del Rey, da qual é vocalista, ao lado dos músicos do Mombojó, para gravar um show com aquelas canções antigas e românticas criadas por Roberto e Erasmo Carlos. E recebeu no palco as cantoras Wanderléa e Fafá de Belém. O resultado vai ao ar no próximo dia 18, às 23h, com uma hora de duração.
- O nosso grupo nasceu em 2003 quase por brincadeira. A ideia surgiu quando um amigo nosso queria contratar uma banda para tocar em uma festa de aniversário e nos perguntou se conhecíamos alguma. Em vez de procurar alguém, resolvemos nós mesmos topar a parada, mas com um repertório formado só por músicas gravadas pelo Roberto. A coisa deu tão certo que tivemos que fazer mais uns quatro shows na casa em que ocorreu a festa e, depois disso, não paramos mais - lembra China.
Wanderléa, que nos anos 60 dividiu com Roberto e Erasmo o comando do programa “Jovem Guarda”, pela Record, ficou impressionada com o respeito que China e seus companheiros de Del Rey - Felipe S (guitarra), Chiquinho (teclados), Marcelo Machado (guitarra) e Vicente Machado (bateria) - demonstraram à obra do Rei.
- Todos são excelentes músicos, mas fazem questão de não inventar nada nas canções, mantendo os arranjos bem próximos aos que foram gravados originalmente - conta ela, que interpretou “Além do horizonte”.
Já Fafá, ainda que tenha feito sucesso bem depois da onda do iê-iê-iê, também é tiete assumidíssima de Roberto Carlos. Na gravação, a cantora dividiu com China os vocais de “Você não serve pra mim” e também ficou admirada com o desprendimento musical do quinteto.
- Cantar Roberto é sempre maravilhoso. Ainda mais com essa garotada, que canta de tudo e tem um olhar generoso sobre todo tipo de música, sem preconceito - disse.
Ao final do show, reforçando o espírito de confraternização, China chamou os demais VJs da casa para engrossar o coro. Só que, em vez de encerrar a apresentação com “Jesus Cristo” - como Roberto vem fazendo há anos -, ele optou por “Quero que vá tudo pro inferno”.
- Ainda bem que vamos cantar todos juntos. O público não ia suportar me ouvir cantando solo. Sou muito desafinado - brincou Cazé Peçanha, que apareceu com um novo visual, de barba e cabelo.
China garante que a escolha da última canção não tem nada de provocação ou ironia:
- Temos o maior respeito pelo Roberto e por tudo o que ele fez em sua carreira. E cantar as músicas dele para nós não é trabalho, é puro prazer mesmo. Um jeito de nos desligarmos um pouco de nossas carreiras autorais e relaxar. Nós nos sentimos como jogadores de futebol que, na folga de seus times, vão bater uma pelada sem compromisso. Tanto que, embora o Del Rey tenha muitos fãs, não nos passa pela cabeça gravar CD. Só fazer shows mesmo.

Download (Faixa a Faixa):Del Rey