Mostrando postagens com marcador Hipnotic Brass Ensemble. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Hipnotic Brass Ensemble. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Hipnotic Brass Ensemble - Bulletproof Brass (2011)


Ex-trompetista da Sun Ra Arkestra durante 1959 e 1965, Phil Cohran era membro de destaque no cenário de jazz em Chicago nos anos 50 e 60 por ter participado também de outros projetos de importância no meio. Pai de “apenas” 23 filhos com mães diferentes, Cohran acreditava que cada filho seu tinha de aprender a tocar algum instrumento, assim os faziam acordar ainda muito pequenos às 6 da manhã para aulas de música antes de irem para a escola entre o fim dos anos 70 e ínicio dos 80.
Em 1986 Cohran fundou a Phil Cohran and the Youth Ensemble, um projeto musical em que toda a família participava, inclusive as mães que eram cantoras. Os filhos que na época escutavam bandas de rap como Public Enemy e NWAaprimoraram suas técnicas em palco até que os mais velhos partiram para faculdades de música espalhadas pelos EUA. O projeto se dissolveu e os mais jovens foram às ruas de Chicago em busca de ganhar algum dinheiro tocando suas próprias canções. Anthony, um dos irmãos, foi assassinado no ínicio de 1996, isso acabou reunindo a família Cohran novamente. Os demais que estavam espalhados pelo país resolveram voltar para casa e compor músicas juntos, assim nasceu o Gangsters With A Curfew, grupo de nove homens formado pelos irmãos mais velhos da família que mais tarde virou o Wolf Park.
Tocar nas ruas já não era uma dificuldade. Sem precisar de qualquer aparelho eletrônico, oito dos irmãos Cohran se juntaram ao baterista Gabriel Wallace, que não tem ligação sanguínea alguma com eles, para tocar nas ruas de Chicago sob o nome de Hypnotic Brass Ensemble. A proposta era levar a sua música basicamente instrumental, cheia de alma com raízes fortes do jazz de Chicago e das bandas de metais de New Orleans, ao homem comum das ruas em um estilo peculiar que eles batizaram de “Hypnotic”. Misturando sua audaciosa linha de metais com funk e hip hop, fazendo nascer a partir daí canções de harmonias maravilhosas, melodias e arranjos primorosos com os instrumentos variando o tempo todo no ritmo frenético dos metais.
O primeiro álbum do Hypnotic Brass Ensemble veio em 2004 e se chama Flipside, foi gravado de forma independente assim como Jupiter, lançado em 2005 que vendeu 325 mil cópias através da autopromoção. Isso chamou a atenção de grandes gravadoras que enxergaram o potencial da banda e assim ofereceram diversas propostas. Acabaram recusadas pela banda que na época tinha se mudado para Nova Iorque e lançava mais uma vez de forma independente seu terceiro disco que leva o nome da banda. Da mesma forma foram lançados outros discos como apresentações ao vivo e o disco The Brothas, distribuído pela Pheelco Entertainment. O ritmo e balanço contagiante de suas músicas rendiam convites de festivais importantes de música por todo o mundo, mas foi tocando mais uma vez nas ruas que a história do grupo tomou novos rumos. Durante show em uma esquina próxima ao escritório da gravadora Honest Jon’s a banda acabou chamando atenção do selo onde um dos diretores é o Damon Albarn. Acabaram assinando contrato para lançar um disco. O trabalho mais uma vez levou o nome da banda e mostra o Hypnotic Brass Ensemble em um patamar mais alto em sua carreira, mesmo trazendo no disco faixas que já apareceram em outros lançamentos, mas com algumas mudanças. O lançamento rendeu outros projetos com músicos renomados como Erykah Badu, Mos Def e o “patrão” Damon Albarn, que levou o Hypnotic Brass Ensemble para tocar com o Gorillaz.
Mesmo de contrato assinado com a Honest Jon’s, por onde lançou em 2010 o EPHeritage, um trabalho de versões para músicas de outros artistas, o Hypnotic Brass Ensemble não abandonou suas raízes. É possível vez por outra encontrar a banda pelas ruas de Chicago ou de Nova Iorque tocando como sempre fez, seja em metrôs ou também  pequenos bares para recolher algum dinheiro e mostrar seu trabalho. Algo um tanto inusitado e que beira despretensão para uma banda tão promissora e capaz que tem em seus admiradores gente como David Byrne,Jay-Z e até o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Este inclusive chegou a convidar a banda para participar de comícios quando ainda fazia campanha para se eleger presidente, tamanha a admiração. Em outubro de 2010 o Hypnotic Brass Ensemble esteve no Brasil tocando em Salvador e Rio de Janeiro pelo festival de percussão Percpan. Mas este foi mais um dos frutos que Phil Cohran colheu pelos tempos de quando fazia suas crianças se dedicarem à música antes de irem à escola.


ChoiceCuts Live: Kryptonite (Hypnotic Brass Ensemble) from ChoiceCuts on Vimeo.