Mostrando postagens com marcador Spok Frevo Orquestra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Spok Frevo Orquestra. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Spok Frevo Orquestra – Ninho de Vespa (2014)




O tradicional e secular ritmo do frevo, aclamado por multidões e patrimônio cultural do Brasil, é repaginado pela SpokFrevo Orquestra com uma pegada jazzística e tons contemporâneos, num impressionante resultado musical. Sob a batuta de Inaldo Cavalcante de Albuquerque, o maestro Spok – saxofonista, arranjador e diretor musical – a big band pernambucana de 17 músicos lança seu segundo álbum, o inédito Ninho de Vespa. O projeto foi contemplado na seleção pública do Petrobras Cultural.

O pontapé inicial da turnê  do disco acontece no Recife, em show no dia 22/11, às 21h, no Teatro Luiz Mendonça. Assim, o público de sua cidade-natal vive a experiência de ver de perto os músicos que carregam consigo o estandarte da cultura do Estado.  A entrada é franca.

O disco, Ninho de Vespa, chega ao público como uma maturação da estreia com Passo de Anjo (2004), e traduz, como o título suscita, uma complexa comunhão de gêneros musicais brasileiros não eruditos aludidos para plateias de concerto, indo além da música para fazer dançar, tão associada aos sons carnavalescos. A SFO, com seus naipes de saxofones, trombones, trompetes, além de guitarra, contrabaixo, bateria e percussão, vai ultrapassando barreiras sonoras por onde passa.

“A concepção para o álbum começou quando vários compositores espontaneamente enxergaram no trabalho da SpokFrevo Orquestra a possibilidade de ver gravado numa roupagem interessante alguns frevos que criaram, nessa nossa formação que deixa a música como protagonista e o solista em evidência. Assim, fomos agregando tantos grandes parceiros como Nelson Aires, Beto Ortis, Jovino, por exemplo”, comenta Maestro Spok.

O álbum expande as experiências sonoras e amplia regras quase imutáveis da fórmula típica do frevo, também na carta de compositores, mostrando que o ritmo não demarca apenas um reduto pernambucano, mas permeia a história da música popular brasileira. Numa pluralidade de sotaques, estão presentes:  a faixa título Ninho de Vespa, de Dori Caymmi com letra de Paulo Cesar Pinheiro;  a parceria em Tá Achando que Tá Devagar? de Hamilton de Holanda, que participa com seu inconfundível bandolim; Comichão, de Jovino dos Santos Neto; Quatro cantos, com Nelson Ayres ao piano; e Spokiando, assinada pelo violonista alagoano João Lyra (junto com Adelson Viana).

“Assim, entre tantos frevos e amigos, somos um Ninho de Vespa, como canta a canção de Dori Caymmi que dá título ao disco. Há uns 15 anos eu a escutei pela primeira vez e mudou minha forma de perceber o frevo. É com muito prazer que conseguimos inclui-la no disco e que o ídolo Dori tenha participado conosco nessa empreitada”, alegra-se Spok.

Entre as pratas-da-casa de Pernambuco, demarcam o território do frevo clássicos de Nelson Ferreira (1902/1976), na trilogia Gostosão, Gostosinho e Gostosura. O forró deu passos de frevo em Capibarizando, de Beto Hortis, um dos grandes sanfoneiros nordestinos e na belíssima 11 de abril, de Dominguinhos, com um arranjo antológico de Spok. Nas apresentações na Europa, a execução deste tema, um frevo-de-bloco que, de repente, vira frevo-de-rua, levantou plateias. Aliás, boa parte deste repertório de treze faixas foi testada e lapidada no palco.

Com esse disco, o propósito maior da SpokFrevo – arrancar o frevo do seu papel coadjuvante e levá-lo ao palco, como ator principal – vem sendo cumprido, reinventando a tradição com excelência musical e conhecimento de causa.

Download:  Ninho de Vespa